Domos, Domus ou Claraboia

Os Domos ou cúpulas abobadadas existem desde o Império Romano e eram representadas pela Igreja como "Domus” cujo significado é Lar. Por isso algumas Igreja são chamadas Domo ou seja "Lar de Deus"

 

Um dos primeiros domos residenciais foi construído na casa de Nero após o grande incêndio de Roma em 64 a.c. 

 

No século XX, domos em concreto fino, projetados por arquitetos como Pier Luigi Nervi abriram caminho para esse tipo de arquitetura.

 

O Domo na atualidade é aplicado numa claraboia, ou seja, o vão ou abertura por onde entra a luz, e é fabricada na maioria das vezes em formato de cúpula ou abóbada. A possibilidade de utilizar um material moderno como o acrílico, o torna resistente e leve.

 

Os domos, domus ou claraboias de luz servem para iluminar e ventilar os ambientes internos. As aberturas no teto das construções, são cobertas por cúpulas que garantem perfeita difusão de luz, eliminando sombras e proporcionando iluminação zenital e arejamento.

 

As formas geométricas ou arredondadas permitem a criação de projetos modernos, elegantes e arrojados. Os Domus moldados em acrílico são práticos pois são autolaváveis fazendo uso da própria água da chuva além de dispensarem manutenção constante.

 

Essas claraboias são montadas em chassi de alumínio sobre uma mureta de alvenaria, para impedir a infiltração de água.

 

Todos os direitos reservados © 2019 Domoplast Indústria e Comercio Ltda.